Pensar e agir

Algumas pessoas têm o costume de, compulsivamente, fazer análises de tudo, ao invés de simplesmente deixar as coisas acontecerem quando deveriam. Elas pensam demais. O cérebro humano tem uma notável capacidade de encontrar ordem no caos e este é, em parte, o problema. Em decorrência deste exagero, tanto na vida pessoal quanto na profissional, a pessoa torna-se tão obcecada com a compreensão do que aconteceu no passado, que tem uma “paralisia” e não consegue avançar em seus objetivos.

A busca por significado e compreensão é nobre e não sugere-se, de forma alguma, que seja abandonada completamente. Mas não podemos ficar presos em planejamentos excessivos. Sempre que isso acontece, gestores aconselham a lembrar de algumas coisas aprendidas ao longo do tempo:

  • Às vezes a explicação óbvia é a correta;
  • Às vezes algo não tem significado;
  • Às vezes, simplesmente, não é para você entender;
  • Só porque leva muito tempo para se chegar a uma conclusão, não quer dizer que ela é a mais correta.

Visto isso, é aconselhável que se pare de analisar demais e se siga em frente. Frequentemente, é só quando alguém para de pensar e começa a agir que as coisas ficam mais claras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta