Lições de negócios de Bruce Dickson, do Iron Maiden

A Campus Party é considerado o maior evento de inovação tecnológica, internet e entretenimento eletrônico em rede do mundo. Embora tenha nos jovens seu principal público alvo, a feira apresenta algumas palestras e lições válidas para qualquer profissional inserido no mercado de trabalho. A edição deste ano foi realizada em São Paulo no dia 28 de janeiro, e o primeiro palestrante que subiu no palco foi ninguém menos que Bruce Dickson, vocalista da banda Iron Maiden.

Mas quem achou que ele iria cantar umas das suas famosas músicas estava enganado. Bruce entrou para dar uma palestra sobre empreendedorismo. Ele foi um dos participantes magistrais do evento desse ano, que contava ainda com grandes nomes empreendedores: Silvio Meira, presidente do Porto Digital e fundador da rede de investidores Ikewai, John Lunn, diretor da PayPal, entre outros.

bruce-dickinson-vocalista-da-banda-iron-maiden

Imagem: Reprodução

Transforme seus clientes em fãs. Esse foi um dos conselhos do vocalista aos presentes no evento. No telão, Bruce mostrou uma foto de um show do Iron Maiden dizendo que as pessoas que o assistiam não eram só seus fãs, mas também consumidores. Para Dickinson, as empresas vendem uma relação com a pessoa que compra. Por esse motivo, o ideal é transformar seus consumidores em fãs e seguidores.

“Se vendêssemos camisetas do Iron Maiden que estragassem depois de lavar, nossos fãs rapidamente se tornariam consumidores. Eu odeio consumidores, porque consumidores têm uma escolha, eles podem ir para outro lugar. E nós queremos que os consumidores sejam fãs”, diz.

iron maiden fans

Fãs do Iron Maiden em SP

Dickinson também comparou o mundo dos negócios com o oceano. “Se você fica parado, como o peixe, você será comido por tubarões. Se você tem fãs, clientes fiéis, então você tem algo realmente valioso. Desenvolver negócios é desenvolver algo valioso. Se você quer ficar no mercado, tem que pensar o que é valioso e o que seu negócio faz que é único e especial”, afirma. “Crie valor nas coisas que vocês produzem e oferecem aos seus consumidores”, pondera.

Além do valor, Bruce também ressalva que as empresas devem focar no relacionamento com o cliente, o que, segundo o palestrante, trata-se de apresentar algo “único e especial” e poder dizer “eu criei isso”.

“Somos criaturas emocionais. O mundo dos negócios é de relacionamento e confiança. É por isso que as pessoas querem jogar seus computadores pela janela, porque elas ficam frustradas. Sem essa relação de confiança, negócios acabam rapidamente”, diz.

Criatividade e imaginação

Dickinson citou inúmeras vezes a importância da imaginação e da criatividade. Segundo ele, são nessas duas palavras que surgem as melhores ideias de negócio. “Você pode achar um monte de gente com conhecimento, mas sem imaginação não é nada”, opinou. E ainda acrescentou: “Quando o “mosquito da criatividade” pica alguém, é bom estar preparado. Ele recomenda ter um pedaço de papel, uma caneta e escrever as ideias. E brinca que, se você tem uma ideia incrível, especialmente se estiver no bar, sempre a escreva.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

One thought on “Lições de negócios de Bruce Dickson, do Iron Maiden

  1. Quando se lê comentários de pessoas sábias, agente se emociona. Foi assim que me senti com a leitura das palavras de Bruce Dickson. Sou fã de algumas empresas, foi o que percebi depois dessa leitura. Para mim, são sábios empresários, que muitas vezes são pequenos, amam o que faz e assim colecionam fãs.
    Parabéns a equipe de reportagem pela matéria.

Deixe uma resposta