Inglês: apenas 7% dos profissionais têm o domínio

A empresa Global English realizou uma pesquisa mundial para saber o quanto os profissionais cujo inglês não é a língua nativa dominam o idioma e conseguem utilizá-lo no expediente. O resultado foi alarmante: apenas 7% sabem falar inglês, porém a surpresa ficou por conta da quantidade de pessoas que declaram nos currículos dominarem por completo o idioma: 70%, o que obviamente não representa a realidade. E os brasileiros, como se saíram? Infelizmente os profissionais daqui conseguiram apenas uma pontuação de 3.84 no ranking da Global English, ficando atrás de países como Honduras e Argentina e ganhando apenas do Chile.

 

Países da América Latina Nota
1. Honduras 5.46
2. Argentina 4.81
3. Peru 4.41
4. Colômbia 4.33
5. México 4.07
6. Costa Rica 4.03
7. Equador 4.03
8. Brasil 3.84
9. Chile 3.53

A média mundial – muito baixa – é de 4.46. Foram pesquisados 152 países, levando em consideração a facilidade do profissional em ter diálogos básicos em inglês e resolver pequenos problemas diários no idioma. No entanto, considerando a multiplicidade de empresas que têm escritórios internacionais (ou fornecedores/clientes), é imprescindível que o profissional saiba mais do que o básico para determinadas posições, desempenhando papéis mais expressivos em reuniões e apresentações.

Empresas de consultoria de RH e escritórios de advocacia estão entre as que tiveram o melhor desempenho – a fluência em inglês de negócios de profissionais do setor de serviços alcançou 5.34 de média.

Importante – Saiba classificar corretamente o seu nível de inglês

Para evitar mal-entendidos e situações constrangedoras no trabalho, classifique corretamente o quanto domina o idioma. Se você tem noções básicas, mas não compreende tudo tampouco consegue estabelecer uma conversa sem que o interlocutor fale pausadamente, possui inglês básico. Caso fale, leia e escreva no idioma, demonstrando uma capacidade de comunicação dinâmica na língua, enquadra-se como intermediário. Somente indique ser de um nível avançado de inglês caso tenha o total domínio do idioma, o que não significa fluência (alcançado somente pelos nativos na língua).

Por isso, antes de apresentar seu currículo, classifique seu idioma em sites como este aqui, que oferecem testes precisos para definir seus conhecimentos em inglês.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

One thought on “Inglês: apenas 7% dos profissionais têm o domínio

  1. Outro problema é que sites de recrutamento oferecem 3 opções: básico, intermediário e fluente.
    Até antes deta matéria, eu considerava meu inglês intermediário plus, não fluente.
    Na hora de classificar, complica.
    Pela matéria, deveriam existir pelos menos 4 gradações, e que coloquem uma “explicação” em cada uma.

Deixe uma resposta