As 10 competências do novo líder

Do que é feito um bom líder? Apesar deste ser um assunto debatido constantemente nos sites e manuais especializados em carreira, as expectativas em relação a um executivo em posição de comando podem variar de acordo com a organização e a área de atuação. Além disso, os novos profissionais devem compreender e se adaptar às mudanças que ocorrem no mundo corporativo. Os sistemas de tecnologia e o investimento em novos setores são fatores que exigem um novo comportamento do líder.

Imagem: internet

É necessário que os líderes desenvolvam novas demandas e características específicas, através de treinamento. O InfoMoney consultou especialistas e reuniu 10 competências que as empresas de ponta desejam ver em seus líderes, para que eles se encaixem nesse novo cenário. Confira:

1- Possuir equilíbrio entre conhecimento técnico e comportamental;

2- Conhecer seu próprio perfil e comportamentos, e ficar atento ao impacto que eles provocam na equipe;

3- Ter capacidade de pensar globalmente e de compreender as mudanças econômicas e sociais;

4- Compreender o conceito de “diversidade” de maneira ampla, incluindo novos fatores que possam impactar no futuro;

5- Demonstrar uma boa percepção a respeito de seu próprio comportamento e o dos outros;

6- Ser ético e íntegro em relação a seus valores;

7- Ter habilidade no uso de ferramentas tecnológicas e integrado nas atividades das mídias sociais;

8- Ser capaz de construir parcerias e influenciar outras pessoas, mesmo sem ter autoridade sobre elas;

9- Possuir competência para entender as necessidades dos colaboradores e dividir a liderança;

10- Ter habilidade para mudar o estilo de liderança, tendo clareza sobre quando e como variar de um estilo de autoridade para um estilo de orientação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

5 thoughts on “As 10 competências do novo líder

  1. A escolha da imagem para acompanhar o post foi tão infeliz que já cortou o meu interesse em ler a matéria toda. Sugere que o líder seja um “Rei”, e os liderados, “peões”. Em muitos aspectos contradiz o texto. Moderno é ser líder-servidor, é ser rápido e ágil, não lento como o rei no xadrez. De qualquer forma, essas listas existem aos milhares, muitas tem boa dicas, e algumas poderiam ser eliminadas do excesso de informação com que somos bombardeados.

  2. Assino embaixo do comentário do Marcos Rittner. Realmente o líder que não é servidor, não é líder, está na verdade escondendo a sua incapacidade de orientar o seu grupo. E é lamentável, profundamente lamentável, que sucesso seja medido com ganhos financeiros. É mais bem sucedido quem ganha mais?

  3. A mensagem” As 10 competências do novo líder”, menciona as características do perfil de um líder, Pela minha leitura, observei que os colegas, acima estão mais preocupados em criticar o conteúdo da MSA RH, do que realmente interpretá-lo.
    Quanto a imagem que foi selecionada, O Xadrez, é uma figura representativa, de liderança e estratégia, utilizadas tanto em campos de guerra quanto nas organizações. Lamento, possuir uma visão tão divergente dos prezados colegas Marcos Ritter e Eloy Nogueira.

  4. Não vi a figura como indicando que o líder é o maioral, mas sim como se ele fosse como os demais componentes, porém com um conjunto de diferenciais em relação aos demais, pois se assim não fosse ele não seria um líder. E esses diferenciais nem sempre é o salário mais alto, ou melhor cargo, mas sim as atitudes da pessoa, como bons exemplos, capacidade de ajudar os demais colaboradores, humildade, o saber ouvir e delegar, entre outras características que o difere dos demais colaboradores.

  5. Devemos ter cuidado quando trabalhamos com pessoas! Pois o foco principal sempre será as pessoas,sendo assim alguns mecanismos que são mencionados no texto são aplicáveis,enquanto que outros mecanismos devem ser analisados com muita coerência e ponderação! Sabemos que para O Mundo Globalizado deve-se ter profissionais que realmente atendam a parte corporativa mas jamais deixar de atender os anseios dos colaboradores que tanto se empenham para buscar crescimento profissional e social.

Deixe uma resposta