Amigos amigos, negócios à parte

Amizade e negócios são excludentes? Especialistas acreditam que nem sempre, e que é possível cultivar uma relação pessoal no ambiente de trabalho. Mais do que isso, a afinidade provocada por esse sentimento de cumplicidade pode ser positiva para os negócios. Segundo artigo do Canal RH, uma relação de amizade favorece o desenvolvimento de uma comunicação mais clara, objetiva e positiva, além de beneficiar o fluxo de informação, gerando conhecimento e inovação. A amizade contribui também para o fomento de um trabalho colaborativo e em equipe, aumentando assim a lucratividade da empresa.

Imagem: Getty Images

Para que uma relação de amizade sobreviva à rotina do ambiente de trabalho, é necessário que haja sintonia entre os valores pessoais e que os graus de confiança e afinidades sejam significativos. O estabelecimento de limites entre vida pessoal e profissional também são relevantes e devem ser adotados. Tais limites não são sempre os mesmos, pois variam de acordo com os relacionamentos e o ambiente. De acordo com o artigo, uma forma de trabalhar esta questão é aprender a dizer ‘não’ e saber dosar as relações pessoais e profissionais. É preciso ter cuidado ao dar ‘abertura’ e depois ter que negar algum pedido, comprometendo assim a amizade, as relações sociais ou o status. Por isso, é importante ser racional e ir construindo as regras claramente, criando uma relação de respeito mútuo que irá proteger o próprio relacionamento, afirmam os especialistas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta