Ambiente baseado em resultados

Aquele esquema de trabalho em que os funcionários batem ponto e têm sua produção controlada de perto por gestores está cada vez menos popular. A flexibilização é agora o conceito adotado em grande parte dos ambientes corporativos, um sinal dos tempos, em que as demandas profissionais mudaram bastante.

A rotina das grandes cidades é um dos fatores que causa essas transformações, já que, com a mobilidade dificultada, os profissionais tendem a buscar alternativas aos horários rígidos de expediente. O avanço da tecnologia móvel é outro fator de mudanças nas demandas dos profissionais contemporâneos, já que facilita a conexão e a troca de informações à distância, 24 horas por dia.

Image of two young businessmen discussing document in touchpad at meeting

Imagem: internet

A flexibilização, portanto, acontece tanto no horário de trabalho como no espaço e na autonomia dos funcionários e vem fazendo crescer uma forte tendência no mercado, chamada de Rowe (Results Only Work Environment, em inglês), algo como ambiente de trabalho de resultados. Trata-se de uma estratégia das empresas, que deixam de controlar o horário e o local de trabalho dos funcionários, focando somente na produtividade. Ou seja, a qualidade do trabalho e o cumprimento de prazos e metas vêm antes das exigências com horários e locais de trabalho.

A estratégia visa, além da qualidade de vida dos funcionários, aumento de resultados e retenção de talentos. Especialistas consultados pelo portal Porvir defendem que isso se dá pelo fato de que dar mais autonomia para os empregados diminui a rotatividade da equipe, pois a gestão do tempo é uma questão muito valiosa no meio corporativo. Isso é visível principalmente com os profissionais mais criativos, que costumam ser inquietos e precisar de mais liberdade para produzir. É a criatividade acima da disciplina.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

2 thoughts on “Ambiente baseado em resultados

  1. Essa nova forma funcionará muito bem para àquele que o seu compremetimento com a empresa já foi reconhecido,ou ainda por funcionário que se adptará com essa nova forma , para isso bastando que goste de trabalhar ,uma vez ele ficará mais livre para atingir os resultados esperados pela empresa.

  2. Para que essa nova filosofia dê certo, é necessário que a empresa deixe claro os objetivos a serem atingidos, tanto a curto quanto alongo prazo, suas expectativas em relação a qualidade do trabalho a ser desenvolvido e sua expectativa em relação a seus funcionários.
    Infelizmente, ainda encontramos empresas com postura paternalista e funcionários que esperam essa postura de seus líderes e empregadores. Essa postura inviabiliza um ambiente como o postulado nesse artigo. Para que essa nova filosofia dê certo, a informação precisa fluir livremente e deixar de ser tratada como uma ferramenta de poder, como ainda vemos em muitos ambientes corporativos, principalmente os de caráter paternalista.
    Além do mais, os funcionários de um ambiente de resultados precisam assumir a responsabilidade de seus erros, e acertos, assim com saber se auto-gerenciar, automotivar e ter disciplina de perseguir os objetivos determinados. A gestão de projetos é uma ferramenta poderosa para esses profissionais atingirem suas metas
    Como podem ver, nos ainda temos um bom caminho a percorrer antes de podermos dizer que realmente estamos numa cultura que gere ambientes profissionais de resultado.

Deixe uma resposta