A popularidade da hora extra

Tão comum quanto a prática de hora extra nas empresas, é o costume de desrespeitar as regras dela. A constatação foi feita por uma pesquisa do Workforce Institute, que estudou a prática em nove países, inclusive o Brasil, entrevistando ao todo mais de 10 mil profissionais.

Conforme informou o Valor Econômico, o número de profissionais que têm a oportunidade de fazer hora extra paga ou em troca de folgas passa da metade em todos os países pesquisados, com exceção da França. O país em que a prática é mais usada é a Índia, onde 82% dizem fazer hora extra. No Brasil, 77% dizem que a empresa onde trabalham oferece essa possibilidade. Para 33% dos brasileiros, a hora extra é uma exigência dos empregadores.

Imagem: internet

A popularidade da prática não significa que as empresas sigam todas as regras referentes a ela. No Brasil, 65% dizem que os empregadores já desrespeitaram regras relacionadas à hora extra “pelo menos algumas vezes”. O país onde mais pessoas admitem isso é a China – 88% apontam que os chefes violaram as regras.

Ainda assim, os profissionais em todo o mundo estão satisfeitos com a oportunidade de trabalhar horas a mais em troca de um adicional no salário ou tempo livre. No Brasil, 59% se dizem felizes com a quantidade de horas que trabalham, e 33% dizem que gostariam de fazer mais horas extras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

One thought on “A popularidade da hora extra

Deixe uma resposta