A confiança dos CEOs

Pesquisa conduzida pela PUC-MG indicou que apenas 11% dos presidentes de empresas estão satisfeitos com o trabalho de seus diretores de RH. Por outro lado, os diretores financeiros têm a confiança de 90% dos principais executivos das empresas. Carlos Faccina, do blog Carreira 2.0, enfatiza a necessidade urgente dos profissionais de RH de se envolverem com o negócio. Para ele, não é mais concebível que um profissional de importância estratégica de quem lida com gente fique alienado das questões ditas numéricas.

É pelo orçamento da empresa que corre o líquido vital do sucesso ou do fracasso dela. Saber do orçamento é responsabilidade de todos os que se envolvem com resultados da organização. O RH também deve ter a compreensão da cadeia de valor da empresa, conhecer como a companhia transforma a matéria-prima em valor com uma visão clara da contribuição dos produtos ao cliente.

Por fim, a confiança exagerada dos CEOs em seus profissionais do departamento financeiro na relação 9 por 1 mostra que no DNA corporativo, no final das contas, as políticas, princípios, valores, responsabilidade social e modelos de gestão estão submetidos perigosamente aos números. É preciso ter cuidado com isso e a voz do pessoal de RH pode fazer uma importante diferença sob risco, no limite, do prejuízo ser outro. Por enquanto, essa voz está com o volume muito baixo junto aos ouvidos dos CEOs.

Fonte: Carreira 2.0

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta