Traga o seu equipamento

Uma realidade que tem se visto com alguma frequência é a de empresas que permitem que profissionais usem equipamentos pessoais para trabalhar. A prática, popularizada pela expressão em inglês “bring your own device“, ou “BYOD“, já é uma realidade em 36% das companhias, que possibilitam que os colaboradores usem tablets e smartphones pessoais para fins corporativos. Outras 31% estudam a possibilidade, enquanto 33% não permitem a prática. Os dados são de uma pesquisa da Associação Brasileira de ebusiness com 200 líderes da área de tecnologia da informação.

Entre os benefícios escolhidos pelas empresas ao adotarem o “BYOD“, o mais citado é a mobilidade, eleito por 76% dos entrevistados, seguido pela liberdade dada ao profissional na escolha do dispositivo (44%). A redução de custos com a compra de equipamentos foi lembrada por 42% e 38% destacaram também o aumento na produtividade dos profissionais.

Imagem: internet

As empresas que não usam o “BYOD” se preocupam, principalmente, com a segurança dos dados profissionais (69% escolheram a justificativa para não adotar a prática). A falta de preparação da área de TI e a segurança dos próprios equipamentos também foram citadas por cerca de 45% das empresas, cada um. Apenas 16% dos entrevistados expressaram preocupação com a perda de produtividade dos funcionários.

Cargos de níveis mais altos, como presidentes e diretores, ainda são os que mais usam o próprio dispositivo, com 71% das respostas. Metade das empresas adota a prática para a gerência e 29% dizem que o uso está pulverizado em todos os níveis.

Fonte: Valor Econômico

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta