O primeiro cargo de liderança

Quando um profissional assume seu primeiro cargo de liderança, a empresa fica em uma situação arriscada: o de perder um colaborador de alta qualidade e de não ganhar, em contrapartida, um bom gestor. Em muitos casos, o resultado é o prejuízo. Funcionários enérgicos e competentes com frequência se transformam em chefes angustiados. Entre as principais preocupações que passam a fazer parte de seu dia a dia estão: alcançar os resultados e atender as expectativas do líder; cuidar do desenvolvimento e da carreira dos colaboradores; e assumir mais riscos, como revela uma pesquisa inédita realizada no Brasil.

Imagem: internet

É natural que as angústias acabem impactando nos resultados que o profissional entrega. Afinal, quem está sofrendo com questões intrínsecas à própria função tende a ter menos disposição para buscar soluções inovadoras no trabalho. O paradoxo é que parte desse dilema se deve justamente ao pouco suporte oferecido pelas empresas, que são as principais interessadas em ter um profissional eficiente. Um dos sintomas dessa falta de apoio é que apenas 14,5% dos gestores novatos passaram por treinamento formal antes de assumir a função. As organizações ainda focam seus investimentos em desenvolver os trainees e os altos executivos e esquecem que a média gestão é fundamental para criar a cultura da companhia. A postura do líder se reflete tanto para baixo, na equipe, quanto para cima, quando ele sobe na hierarquia e leva junto seus valores.

Depois de assumir o cargo, 18,3% dos profissionais buscam auxílio do RH para lidar com as angústias, enquanto 78,6% recorrem aos seus líderes. Aproveitando essa confiança, uma saída para amenizar as preocupações dos novatos seria que o líder tivesse uma conversa objetiva e transparente com ele antes da mudança de cargo. Ter clareza sobre as responsabilidades que farão parte de sua realidade dali em diante pode evitar futuros estragos.

Confira o gráfico com as respostas recebidas na pesquisa (clique para aumentar):

Fonte: Época Negócios

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

One thought on “O primeiro cargo de liderança

  1. É realmente muito complicado, pois geralmente quando se recorre a um superior acaba passando a idéia de que você não serve para a função e se torna um alvo. Por essa matéria poderíamos entender que não se deve dar oportunidades a novos líderes, mas o que realmente deve ocorrer é criar a cultura de treinar as pessoas adequadamente, avaliar corretamente (muito difícil acontecer) e compreender que toda mudança requer um tempo de adaptação a nova função e para mudar algumas idéias. Os superiores devem ter o bom senso para entender que pedido de ajuda não é atestado de incompetência.

Deixe uma resposta