O outro lado de ser disciplinado

Todo mundo conhece alguém que faz o perfil do “certinho”. É aquele profissional disciplinado e com autocontrole, que lembra de datas importantes, resolve conflitos com facilidade e até topa projetos fora de sua descrição de cargo. Embora estas características sejam vistas como positivas no meio corporativo, existe um outro lado da moeda.

Pessoas com este perfil tendem a estabelecer boas relações de parceria, são mais saudáveis e costumam ter melhores situações financeiras. Mas um estudo feito na Duke’s Fuqua School Business e publicado na Business Insider recentemente sugere que estes indivíduos pagam um preço por estas virtudes. Embora as relações interpessoais sejam destacadas como ponto forte dos mais certinhos, o estudo aponta que elas podem acabar sendo mais superficiais. Isso porque profissionais com estes traços tendem a ser excessivamente metódicos e acabam prejudicando suas relações de trabalho, já que as pessoas gostam de se divertir e estreitar os laços fora do expediente. Para especialistas, os laços cultivados também fora do trabalho contribuem para as relações  dentro da empresa, já que as interações em momentos descontraídos geram conexão e afinidade entre as pessoas. Isso pode ajudar muito no dia a dia profissional.

shutterstock_77272717

E este não é o único efeito colateral alto nível de autocontrole: segundo os pesquisadores da Duke, pode acontecer também destes profissionais ficarem mais sobrecarregados do que outros. O motivo, eles concluíram, é que temos a tendência de dar mais trabalho para pessoas que fazem mais e demonstram competência e mais disciplina.

O problema disso é que não necessariamente as coisas sejam mais fáceis para os mais certinhos. As tarefas exigem o mesmo esforço de pessoas com autocontrole, porém a diferença é que elas são melhores em persistir. Quando a empresa não possui um sistema de meritocracia, isso pode acarretar em uma dificuldade de valorizar estas pessoas, o que acaba sendo frustrante para o profissional.

É importante lembrar que os pesquisadores de Duke não sugerem que as pessoas que tenham este perfil deixem de ser desta forma. Para eles, os benefícios da disciplina, sem dúvidas, superam os custos. Mas gestores e colegas de trabalho devem prestar atenção ao próprio comportamento pra não prejudicar os mais disponíveis.

,

______________________________________________________________________________________

MSA RH aborda no blog assuntos de interesse do mercado de trabalho e procura divulgar informações relevantes para os leitores, englobando temas do ambiente corporativo, como carreira, negócios e recursos humanos. É importante frisar que todos os dados e pesquisas apresentados neste espaço são de responsabilidade de fontes confiáveis, como institutos de pesquisa e veículos de comunicação de reconhecimento nacional e internacional.

O objetivo é, portanto, traçar um panorama imparcial sobre o universo profissional e gerar discussões sobre temas atuais e essenciais não só a quem vivencia o meio de RH, como a todos os profissionais brasileiros. Seja bem-vindo e contribua sempre com seus comentários, opiniões e sugestões!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta