O ensino superior à distância ganha terreno

O ensino superior a distância (EAD) já representa 26% da educação superior no país. E, apesar de ainda despertar muitas dúvidas, não deve parar de crescer. É o que mostra uma pesquisa divulgada pelo site de educação Porvir.

Os números revelam que o mercado cresceu muito nos últimos cinco anos. Primeiro, porque ainda existe um número pequeno de instituições que têm a permissão para ofertar cursos a distância no Brasil. Segundo, porque há uma demanda clara de pessoas que precisam de flexibilidade e preços mais baixos.

Segundo o site, das 15 milhões de pessoas que estão fora da universidade no país, 67% só podem comprar educação superior no preço de EAD. A redução de vagas de programas como o FIES (Financiamento Estudantil do Governo Federal) faz a demanda por EAD crescer ainda mais, com a possibilidade de superar a oferta de cursos presenciais em alguns anos. O estudo prevê que, em 2023, o ensino superior a distância já corresponda a 51% do mercado.

A pesquisa apresenta uma amostra da região de Ipojuca (PE), onde 36 mil jovens têm o ensino médio completo, mas 64% só teriam como arcar com o curso superior de mensalidade até R$ 500. A existência de uma grande demanda se confirma quando se constata que no Brasil existem mais de 3.800 municípios com o mesmo perfil.

Apesar dos preços de EAD serem mais acessíveis, esse não é o principal atrativo para o estudante escolher o curso. O levantamento aponta que 61% consideram mais relevante o fato de poder estudar quando e onde quiser. O perfil do aluno que opta pelo ensino superior a distância explica bem esse resultado, já que 41% têm entre 31 e 40 anos e 87% trabalham fora. Os hábitos dos estudantes também foram mapeados: 90% estudam de casa, 58% sozinhos e 62% à noite.

Para especialistas em educação, um dos maiores desafios ainda é a formação dos professores. As faculdades ainda preparam para a educação presencial. É natural que ainda encontrem dificuldades como tutores e até na elaboração de conteúdos para cursos a distância. O segundo maior desafio seria o de migrar do preço para a qualidade. Hoje a competição é por quem vende mais barato, mas acredita-se que, em breve, o Brasil terá uma competição por quem tem os melhores cursos.

.

______________________________________________________________________________________

MSA RH aborda no blog assuntos de interesse do mercado de trabalho e procura divulgar informações relevantes para os leitores, englobando temas do ambiente corporativo, como carreira, negócios e recursos humanos. É importante frisar que todos os dados e pesquisas apresentados neste espaço são de responsabilidade de fontes confiáveis, como institutos de pesquisa e veículos de comunicação de reconhecimento nacional e internacional.

O objetivo é, portanto, traçar um panorama imparcial sobre o universo profissional e gerar discussões sobre temas atuais e essenciais não só a quem vivencia o meio de RH, como a todos os profissionais brasileiros. Seja bem-vindo e contribua sempre com seus comentários, opiniões e sugestões!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta