Mercado de trabalho após os 40

O bom momento da economia brasileira fez com que o mercado de trabalho se expandisse. Ótimas oportunidades estão em jogo e novas profissões apareceram. Mas será que esse crescimento aconteceu para todas as faixas etárias de trabalhadores? Brasileiros com mais de 40 anos puderam também sentir essas mudanças? A ABRH acredita que sim, o momento é favorável para todos os profissionais, independentemente de idade, sexo ou classe social.

Atualmente, profissionais com mais de 40 anos desfazem o mito de que eles estavam fora do mercado ou que somente poderiam trabalhar como consultores. Esses candidatos estão em alta – inclusive no mercado formal – por uma simples razão: são muito experientes. Eles têm vantagem de unir conhecimento teórico com a prática adquirida durante os anos de trabalho e com a vivência.

Segundo a associação, o volume de vagas está pulverizado. Porém, existem posições específicas que só os mais experientes podem ocupar. São vagas que exigem habilidade com gestão de pessoas, na transmissão de conhecimentos práticos. Além disso, o convívio com os jovens também é benéfico. O mais jovem conhece a teoria e, quando existe um profissional referência, seu talento desabrocha mais rápido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

4 thoughts on “Mercado de trabalho após os 40

  1. Eu, um profissional da área farmacêutica,vivencio com tristeza, situações inadequadas para o mercado brasileiro, pois como foi dito acima, o profissional acima dos 40 anos,apesar de toda experiência encontra-se alijado desse mercado ora favorável ao crescimento.
    Quando nos dirigimos, á uma oficina mecânica, a qual não não conhecemos muito bem; procuramos o profissional mais experiente para nos atender e resolver o problema do nosso carro, porém, esta mesma pessoa se for o responsável pelo Rh de uma empresa, solicita profissionais mais jovens,como se aquele com mais idade,não servisse. Acho muito estranho, essa forma de pensar e agir.

  2. Eu concordo que o profissional com mais de 40 anos não chegou ao fim. Primeiro, pela máxima popular que a vida começa aos 40. Nessa hora, temos o que o jovem não tem: senso de como as coisas funcionam. E nem por causa disso, não há a competência, o arrojo. Fosse assim, o próprio Steve Jobs não seria capaz de apertar um botão do seu Iphone Apple há muito tempo.
    Além disso, as coisas mudaram, e hoje uma pessoa com 40 anos não é mais considerada velha nem incapaz. A velhice anda com o passar do tempo.
    Porém, isso não significa acomodação. O mundo anda muito rápido, e atualizações constantes, ficar antenado são requisitos mínimos para o crescimento pessoal. Talvez, essa seja uma pequena barreira a ser superada (e que não pareça um muro gigante !).
    Mas, em suma, o 40 de hoje é um jovem capacitado de ontem – só que bem melhor

  3. Minha situação (apos os 50) e segundo dizem, um “CV fantástico”… , “vai achar logo uma posição”….”muita gente está a procura do seu expertise”….já dura 10 meses e sou obrigado a concordar com o Demerval.
    Há no mercado um bom numero de “meninas do RH” que atuam como os programas de “scaner de CV”, onde detectam “idade 55” comparam com a formula “idade >40″ e decidem ” = scrap !!” .
    É evidente que para posições de Liderança em Diretoria e Alta Gerencia, deve-se evitar alguns canais como os Caça-níqueis-de-desempregado que tambem infestam a www e diariamente lhe enviam ofertas de emprego imediato..Basta uma vista d’olhos em sites de reclamações para entender como funcionam.
    O que a ABRH pode dizer sobre nossos exemplos, que nada mais são do que uma boa experiencia , se bem usada pelos profissionais de RH para melhorar a preparação de si proprios ou ainda regulamentar o uso inescrupuloso da www para ganhar dinheiro?.

    Abraços
    Samuel Menasce

Deixe uma resposta