Lidando com riscos e mudanças na carreira

Em uma escala criada pelos psiquiatras Thomas Holmes e Richard Rahe estão os 43 acontecimentos que geram maior estresse em um indivíduo adulto. Entre todos eles, figura a mudança na carreira, em 15º lugar. Independentemente se a mudança é avaliada como boa ou ruim, o fato é que este tipo de situação causa um grande nível de estresse na pessoa que passa por ela, já que há um risco inerente. Pode ser a melhor jogada da sua vida, ou pode ser um desastre. O motivo para o estresse é que, como seres humanos, nos sentimos seguros com os hábitos e, a qualquer mudança – positiva ou negativa, há um potencial de dar errado. Somos “programados” para temer o desconhecido.  

Muitas pessoas ficam estagnadas por medo dos riscos envolvidos em uma mudança: novos desafios e crescimento implicam em enfrentamento do medo. Sim, você pode “quebrar a cara” em algum momento, mas isso tudo é parte do processo. Absorve-se o aprendizado e segue-se em frente para tentar de novo.

O melhor a se fazer é entender o risco que se está enfrentando e encará-lo com os olhos bem abertos. Você possui tempo, dinheiro, recursos, suporte e o que mais for preciso para realizar esta mudança de forma confortável para você e sua família? Se não, o que está faltando? Quais são as possíveis consequências? O que pode fazer para preencher as lacunas e reduzir o risco? O que é aceitável e o que vai além do seu controle? Após esta análise, gerencie suas atitudes em relação ao risco e tenha em mente que qualquer desafio que valha à pena envolverá algum nível de perigo. Se as coisas não acontecerem exatamente do modo como sonhou, você se recuperará. Mude as perspectivas e encare as mudanças na carreira como uma aventura, uma oportunidade de crescimento.   

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta