Imigrantes e empreendedorismo nos EUA

A questão da imigração é um dos temas mais falados da atualidade no mundo e, nos Estados Unidos, políticos populistas atacam imigrantes como se fossem uma ameaça à sua economia. No entanto, novas pesquisas mostram que os trabalhadores nascidos no exterior dão uma colaboração importante para a criação de novas empresas.

Segundo a Harvard Business Review, embora os imigrantes representem apenas 15% da força de trabalho, representam 27% dos empreendedores – um número que tem aumentado acentuadamente desde meados da década de 1990. Embora as start ups de imigrantes fracassem mais rapidamente do que aquelas fundadas por nativos, as que sobrevivem contribuem para o rápido aumento dos índices de emprego e da folha de pagamento.

A pesquisa da National Foundation for American Policy também aponta o sucesso dos imigrantes, e avaliou que foram eles que começaram mais da metade das startups com base nos EUA com valor de mercado estimado em um bilhão de dólares ou mais. Das 87 empresas que fazem parte do estudo, 44 foram fundadas por imigrantes e, juntas, elas valem o equivalente a 168 bilhões de dólares, gerando uma média de 760 empregos por empresa. O estudo ainda estima que imigrantes ocupam 70% de cargos-chave ou de desenvolvimento de produtos nessas companhias.

Especialistas ouvidos pelo The Wall Street Journal sobre o assunto afirmam que os resultados mostraram que a economia dos EUA pode se beneficiar dos talentos de empreendedores estrangeiros, ainda mais se a política de obtenção de visto de trabalho fosse mais fácil. Grandes personalidades do setor de tecnologia, como Mark Zuckerberg e Bill Gates, já pediram o aumento na liberação de vistos que permitem trabalhadores estrangeiros a ficar no país. A imigração beneficia a comunidade de tecnologia, mas a burocracia do visto acaba dificultando a contratação de profissionais estrangeiros e a imigração de empreendedores que pretendem começar um negócio nos EUA.

Mas por que empresários estrangeiros são tão bem sucedidos? Os pesquisadores dizem que possíveis fatores incluem alta tolerância ao risco, o setor e os cenários geográficos em que os imigrantes empreendem e as habilidades e redes sociais étnicas necessárias para navegar nestes cenários.

.

______________________________________________________________________________________

MSA RH aborda no blog assuntos de interesse do mercado de trabalho e procura divulgar informações relevantes para os leitores, englobando temas do ambiente corporativo, como carreira, negócios e recursos humanos. É importante frisar que todos os dados e pesquisas apresentados neste espaço são de responsabilidade de fontes confiáveis, como institutos de pesquisa e veículos de comunicação de reconhecimento nacional e internacional.

O objetivo é, portanto, traçar um panorama imparcial sobre o universo profissional e gerar discussões sobre temas atuais e essenciais não só a quem vivencia o meio de RH, como a todos os profissionais brasileiros. Seja bem-vindo e contribua sempre com seus comentários, opiniões e sugestões!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta


cinco − = 1