Facebook nas empresas: ferramenta ou distração?

O enorme sucesso do Facebook traz um dilema para os diretores de informação. Com 900 milhões de usuários, o site é impossível de ignorar. De acordo com matéria do Wall Street Journal, ele tem uma presença crescente nos locais de trabalho, onde muitas pessoas o usam para se comunicar e para colaborar. As próprias empresas gastam muito dinheiro com publicidade no Facebook, cultivando comunidades de usuários e fãs, administrando suas relações dentro desses grupos, e extraindo dados deles.

Imagem: Internet

As empresas precisam aceitar o fato de que o Facebook vai ser uma parte cada vez mais importante do seu mundo, mesmo que não tenha as ferramentas de gestão e os controles que outras empresas de tecnologia de consumo já oferecem. Embora muitas organizações – a metade, segundo algumas estimativas – continuem proibindo o uso do Facebook no local de trabalho, os diretores de informação devem procurar maneiras de usar o Facebook como ferramenta de negócios: para divulgar mais amplamente suas mensagens de marketing por meio de seus funcionários, e para ajudar estes a encontrar os colegas e colaborar nas tarefas conjuntas.

Os empregados já estão no Facebook, usam o site durante o horário de trabalho, e podem acessá-lo em seus smartphones e tablets mesmo que o empregador bloqueie o site na rede da empresa. E essa presença é uma coisa boa, segundo Charlene Li, analista do Altimeter Group, consultoria especializada em mídias sociais. “As pessoas vão ao Facebook para realizar seu trabalho, para obter conhecimentos especializados. Se eu tiver uma rede bem desenvolvida no Facebook, será mais um canal para fazer contatos e realizar tarefas“, diz ela.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta