As âncoras de carreira

O que te faz levantar todos os dias e ir para o trabalho? Com certeza, consciente ou inconscientemente, a resposta reside em suas motivações internas e externas. Essas motivações ganharam uma definição e são chamadas no ambiente corporativo de âncoras de carreira. O conceito foi criado por um especialista em desenvolvimento organizacional e professor de Gestão da Sloan School Of Management- MIT, que diz que as âncoras demonstram realmente quais são as motivações dos profissionais.

A relação de trabalho é uma via de mão dupla. Isso quer dizer que tanto as expectativas das empresas como a de seus stakeholders devem ser plena e mutuamente atendidas para que seus resultados sejam alcançados. Neste sentido, os gestores de pessoas e líderes devem conhecer quais são as motivações profissionais de cada um de seus colaboradores, para compreender como cada um entende e trata sua relação de trabalho com a organização.

De acordo com a teoria das âncoras de carreira, elas são baseadas nos seguintes elementos:

1 – Desafio Puro
2 – Estilo de vida
3 – Dedicação a uma causa
4 – Segurança e Estabilidade
5 – Criatividade Empresarial
6 – Autonomia e Independência
7 – Competência Técnica e Funcional
8 – Competência Administrativa Geral

Para que os profissionais possam produzir com efetividade e motivação e os resultados sejam alcançados plenamente é preciso alinhar suas âncoras de carreira ao que a empresa lhe oferece em termos de profissão, ascensão, missão de vida e remuneração também. Mas o que isso representa? Imagine, por exemplo, que em uma empresa haja um colaborador que tem como âncora de carreira a criatividade, mas que seu talento é reprimido e que é obrigado a fazer tudo sempre do mesmo modo, sem a possibilidade de inovar. Com certeza, este profissional não produzirá com a mesma efetividade que faria se tivesse liberdade e subsídios para fazer diferente e ousar.

Outro caso, se o colaborador busca no trabalho o alinhamento com sua missão de vida, que inclui, por exemplo, contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais humana e a organização em que atua não se interessa por este valor, consequentemente seu trabalho não corresponderá as suas expectativas nem as da empresa e haverá, então, um desalinhamento.

E você, já pensou em qual é a sua âncora de carreira?

Informações: IBC
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta